17 de setembro de 2018

Perfil de personalidade profissional: saiba como reconhecer

por GEN.N&G

Você já se perguntou por que você faz o que faz no trabalho? Qual é a sua verdadeira motivação? Como você se comunica com os outros perfis profissionais? Como toma as decisões importantes? É provável que você não tenha respostas para essas perguntas devido à perda de uma habilidade inata: o autoconhecimento. No entanto, com as dicas do livro Motivação nas Organizações, você pode entender melhor o conceito de perfil de personalidade profissional. Confira:
 

O perfil de personalidade profissional e suas nuances

 
Em primeiro lugar, não se pode dizer que as pessoas mudem de uma hora para a outra. Quanto mais os anos passam, mais cada um vai acentuando sua linha de identidade comportamental, preservando um eu íntimo e diferente de todos os demais. Pode-se dizer que cada um luta para preservar essas marcas individuais, que são o grande referencial que se possui da autoidentidade. É fácil entender por que falham os controles externos ao se pretender dirigir pessoas como se elas fossem todas idênticas.

Quando se considera que as pessoas não mudam, não se está pretendendo afirmar que elas não possam fazer certos reparos em aspectos que lhes estejam causando problemas. Elas podem modificar até certo ponto aqueles comportamentos que sentem como negativos, todavia, isso só ocorrerá quando elas assim o quiserem.

Modificação comportamental não significa mudança completa e profunda na maneira de ser, mas sim uma espécie de reparo mais superficial para aparar arestas improdutivas. Por vontade própria, conseguem modificar algo em si, mas jamais conseguirão transformar em seu extremo oposto, isto é, o tímido tornar-se sociável, o lento transformar-se em afobado, e assim por diante.

Executivos organizacionais nem sempre aceitam de bom grado o fato de que as pessoas não possam mudar. Alguns deles até supõem que certos treinamentos de fim de semana possam realizar milagres nesse sentido. Acreditam que algo fora da própria pessoa possa fazê-la mudar de rumo e tomar direções que sejam aquelas desejadas por suas empresas. Se o indivíduo não vir nisso a valorização de algum tipo dos seus objetivos pessoais, poderá fazer de conta que irá mudar, mas essa predisposição não chegará a bom termo.

Perfil de personalidade profissional: saiba como reconhecer o seu

Antes de identificar o perfil de personalidade profissional, é necessário entender que todos são diferentes e com características próprias, que nem sempre são mutáveis – Foto: Istock

É indispensável ter uma sensível acuidade perceptiva para se descobrir que aquilo que realmente atrai o outro motivacionalmente é próprio dele. Há pessoas motivadas pelo desafio de comprovar o próprio valor, outras já preferem usar seu potencial em atividades que demandem extremo cuidado com a qualidade daquilo que fazem; muitos são aqueles cuja principal motivação é dedicar-se a quem precisa de ajuda; há pessoas que buscam manter-se irrestritamente abertas ao convívio social e serem sábias negociadoras na venda das suas próprias ideias. Qual desses é o seu perfil de personalidade profissional?

A pessoa consciente conhece suas necessidades, dispara seu comportamento na direção certa, analisa com propriedade os obstáculos que pode encontrar pelo caminho. Ficar insistentemente ligado às necessidades impossíveis de serem atendidas como um eterno insatisfeito qualifica uma atitude infantil. Agredir obstáculos que não existem tipifica um caráter anormalmente agressivo.
 

Ninguém é igual a ninguém

 
Na convivência do dia a dia, não existem pessoas rigorosamente iguais, embora algumas delas possam ser parecidas. A prova disso é que, quando se está na iminência de ser apresentado a alguém, sempre se cogita a respeito de quem será essa pessoa. Mais ainda, logo se percebe que será preciso muito tempo de vida junto para sentir certeza em saber realmente qual a diferença comportamental que caracteriza esse indivíduo.

Um dos maiores cuidados para com a própria motivação é ser autêntico – nunca mascarar a própria maneira de ser, mas sempre buscar a felicidade de forma a não mascarar aquilo que se é.

A visão dos teóricos comportamentalistas recomenda que o chefe eficaz deva influenciar o comportamento de seus subordinados. Fica nítido o uso intenso e frequente dos fatores do meio ambiente como os principais pressupostos básicos do ato de chefiar. Ao manipularem as variáveis do meio, os comportamentalistas acreditam que podem mudar as feições próprias do desempenho humano. Assim como ninguém motiva ninguém, também ninguém muda ninguém. Nem as psicoterapias, cujo principal objetivo é fazer com que cada um aceite a si próprio e saiba ligar os pontos fortes da sua diferença individual às solicitações do cargo.

Quando a liderança é exercida por meio do uso de fatores extrínsecos, portanto é condicionadora, vários problemas e dificuldades podem ocorrer, tais como a perda do sentido do trabalho, a desvalorização do fator intrínseco, da motivação, a necessidade de aumentar o valor do prêmio e assim por diante.

Gostou das dicas para descobrir o perfil de personalidade profissional? Então não esqueça de assinar nossa Newsletter para receber mais informações no seu e-mail!

LEIA TAMBÉM

 

Tags: , , ,
  • GEN.N&G
    GEN.N&G

    O GEN.NEGÓCIOS & GESTÃO é um portal independente criado com o objetivo de fornecer conteúdo de autores renomados nas áreas de Administração, Contabilidade, Economia, Educação e Finanças. Desta forma, estudantes, professores e profissionais encontrarão no portal uma fonte de conhecimento. As publicações são compostas por artigos, notícias, entrevistas, e diversos conteúdos para atualização acadêmica e profissional. O GEN.NEGÓCIOS & GESTÃO é uma iniciativa da Editora Atlas - GEN | Grupo Editorial Nacional.