27 de março de 2019

O coaching executivo e a transformação das pessoas

por Roberto Madruga

O processo de aprendizagem nas empresas muitas vezes é desperdiçado, pois as ações educacionais nem sempre são adequadas aos objetivos de negócio. Já presenciei cenas nas quais os funcionários recém-promovidos de especialistas para chefes foram enviadas para um “treinamento” sobre liderança, que na verdade era uma palestra motivacional realizada por um grande palestrante brasileiro.

Após o evento, ao entrevistar estes funcionários percebi que saíram bastante animados para fazer mudanças em suas rotinas, porém sentiam-se ainda mais frustrados, pois não sabiam “como” exercitar a liderança.

Em sua opinião, o que ocasionou neles esta insatisfação? O palestrante motivacional ou a empresa? Certamente a resposta mais adequada é a empresa, pois não levaram em consideração as necessidades de aprendizagem do grupo versus os recursos disponíveis para capacitação.

Avalie o grau de transformação

 
O primeiro ponto para se avaliar é o grau de transformação requerido para a função que o recém-promovido terá que trilhar. No caso, a mudança da carreira técnica para a de gestão de pessoa implicará num enorme esforço de aprendizado do funcionário e também da empresa em proporcionar boa parte dos recursos necessários para esta mudança.

Veja no quadro abaixo que a transformação do treinamento será mais ou menos relevante a depender do método de aprendizagem escolhido para sua formação:

 

O coaching executivo e a transformação das pessoas

Coaching executivo

 
Se a empresa pretende dar uma carga motivacional e ao mesmo tempo entreter as pessoas, a palestra será um método interessante de aprendizagem. Em função do seu formato e se sua própria carga horária (cerca de uma hora) o nível de transformação será mínimo, traduzindo em cerca de 5% a retenção da informação pelo participante.

Já as ações educacionais de maior impacto e que trazem transformações mais duradouras nos funcionários certamente são o ensino presencial com instrutores seniores e igualmente o coaching executivo. Nestes casos o nível de retenção da informação essencial pode ultrapassar 80%.

Desta forma será indispensável que a empresa e o colaborador identifiquem cursos presenciais de alta performance e programas de coaching sérios para o desenvolvimento profissional consciente.a

Fonte: https://www.conquist.com.br

comprar livro gestão do relacionamento

 

Gostou de saber mais sobre coaching executivo? Então não esqueça de assinar nossa Newsletter e receber mais informações no seu e-mail!

LEIA TAMBÉM

 

Tags: , , ,
  • Roberto Madruga
    Roberto Madruga

    Referência nacional como Consultor, Coach, Palestrante e Escritor premiado, reconhecido por sua multidisciplinaridade, experiência prática e criação de métodos estruturados com foco em resultados. Mestre em Gestão Empresarial, Pós-graduado em Marketing, Pós-graduado em Educação, Pós-graduado em Gestão de Recursos Humanos, Pós-graduado em Gestão Estratégica e Qualidade, Master em Programação Neurolinguística – PNL pela International Association of NLP Institutes, Coach Executivo e Coach de Carreira certificado pela ICI – International Association of Coaching Institute. Professor dos MBAs da FGV, PUC, UFRJ e IBMEC. Diretor de Consultoria e Educacional da ConQuist com projetos desenvolvidos para mais de 200 empresas no Brasil e exterior. Conheça melhor o autor: www.conquist.com.br/roberto-madruga