4 de janeiro de 2019

Conceito de estatística, dados e variáveis

por GEN.N&G

A palavra Estatística está associada à ideia de “coleção de números”. A Estatística trata, sem dúvida alguma, da organização e da apresentação de contagens e medições. Dentro desse conceito de Estatística– de coleção de números – cabe lembrar que há, no Brasil, estatísticas sobre assuntos tão diversos como idade de pessoas, renda familiar, taxas de analfabetismo, ocupação dos chefes de família, taxas de natalidade, índices de preços.

Conceito de estatística

 
A Estatística não é, contudo, simples “coleção de números”. Números não são coletados apenas para serem armazenados: eles servem para a tomada de decisão. Por exemplo, uma emissora de televisão pode tirar do ar um programa por causa dos baixos índices de audiência; um candidato a cargo eletivo chega a mudar seu discurso ou o modo de vestir com base em pesquisas de opinião; um supermercado aumenta ou diminui o estoque de determinado produto com base na quantidade vendida.

No entanto, números não “falam por si mesmos”. Precisam ser organizados, discutidos e interpretados para que se transformem em informações úteis. Por essa razão, todo profissional – seja ele administrador, executivo, jornalista, cientista ou professor – deve adquirir algum conhecimento de Estatística para tomar decisão consciente quando tiver, à sua disposição, informações numéricas. Mas o que é Estatística? Entenda o conceito com informações do livro Fundamentos da Estatística:

Estatística é a ciência que fornece os princípios e os métodos para coleta, organização, resumo, análise e interpretação de informações. 

Dados e variáveis

 
Para bem entender os procedimentos da Estatística, é preciso distinguir dado de variável.Dado é a informação coletada e registrada, referente a uma variável. Variável é uma condição ou característica das unidades da população. As variáveis assumem valores diferentes em unidades diferentes. Se você perguntar as idades das pessoas de sua família, obterá valores diferentes entre si, embora todos se refiram à mesma variável: idade. Cada pessoa fornecerá um só dado. Por exemplo, uma de suas tias poderá dizer que tem 37 anos.

Quando você se candidata a um emprego, preenche uma ficha com seus dados: seu nome, sua idade, seu endereço etc. Note que o empregador está coletando dados sobre variáveis de interesse: nome, idade, endereço dos candidatos ao emprego.

Não existe interesse em coletar constantes. Assim, não existe interesse em coletar informações sobre analfabetismo entre universitários porque todos os estudantes universitários são alfabetizados. Existem, contudo, diferentes tipos de variáveis e – por consequência – de dados. Há variáveis qualitativas e variáveis quantitativas. As técnicas de análise de dados dependem do tipo da variável.

A variável qualitativa é expressa por palavras.

A variável quantitativa é expressa por números.

São exemplos de variável qualitativa: local de nascimento (Teresina, Campina Grande, Florianópolis etc.), cor da pele (branca, preta, parda, amarela ou indígena), nacionalidade (brasileiro, argentino, japonês etc.). São exemplos de variável quantitativa: preço de um sorvete, distância entre duas cidades, tempo para fazer uma prova.

As variáveis qualitativas dividem-se em nominais e ordinais. As variáveis quantitativas dividem-se em discretas e contínuas. Veja a figura abaixo:

Conceito de estatística, dados e variáveis

A variável nominal tem duas ou mais categorias, que podem ser apresentadas em qualquer ordem. São variáveis nominais: tipo de sangue, porque você pode dizer O, A, B, AB ou em qualquer outra ordem, por exemplo, A, B, AB, O; cor de cabelos, porque você pode dizer loiro, castanho, preto, ruivo ou em qualquer outra ordem, por exemplo, castanho, preto, loiro, ruivo.

A variável ordinal tem duas ou mais categorias que são, necessariamente, organizadas segundo uma lógica. São exemplos de variáveis ordinais: classificação em uma prova (primeiro lugar, segundo lugar etc.), grau de escolaridade de uma pessoa (pode ser descrito como fundamental incompleto, fundamental completo, médio incompleto, médio completo, superior incompleto, superior completo).

  • As variáveis quantitativas dividem-se em discretas e contínuas.
  • A variável discreta resulta do processo de contagem.
  • Variável contínua resulta do processo de medição.

São exemplos de variáveis discretas: número de moradores em um domicílio, número de filhos de uma pessoa, número de livros em uma estante. São exemplos de variáveis contínuas: peso, estatura, comprimento dos cabelos das pessoas.

Gostou de saber mais sobre conceito de estatística? Então não se esqueça de assinar nossa Newsletter para receber dicas no seu e-mail!

LEIA TAMBÉM

 

Tags: , , , , , , , ,
  • GEN.N&G
    GEN.N&G

    O GEN.NEGÓCIOS & GESTÃO é um portal independente criado com o objetivo de fornecer conteúdo de autores renomados nas áreas de Administração, Contabilidade, Economia, Educação e Finanças. Desta forma, estudantes, professores e profissionais encontrarão no portal uma fonte de conhecimento. As publicações são compostas por artigos, notícias, entrevistas, e diversos conteúdos para atualização acadêmica e profissional. O GEN.NEGÓCIOS & GESTÃO é uma iniciativa da Editora Atlas - GEN | Grupo Editorial Nacional.