24 de abril de 2017

Uma singela mensagem no Dia da Contabilidade

por Sérgio de Iudícibus

No dia 25 de abril celebramos o Dia da Contabilidade. Quantas dificuldades e lutas tivemos que enfrentar nos últimos 50 anos de atividade!

Felizmente, hoje, alcançamos um grau bastante satisfatório de reconhecimento de nossa função para a sociedade. De fato, o processo de internacionalização da Contabilidade brasileira aos padrões do IASB (Conselho de Normas Internacionais de Contabilidade em português), magistralmente conduzido pelo nosso Comitê de Pronunciamentos Contábeis, tem sido um marco indelével no avanço da utilidade da Contabilidade no Brasil.

Podemos orgulhosamente afirmar que as demonstrações contábeis de nossas empresas estão, em geral, com o mesmo nível de qualidade e de transparência dos países mais desenvolvidos do mundo. Tudo isso é devido ao esforço conjunto dos órgãos reguladores, da academia, das empresas e da comunidade contábil.

Neste período tão difícil da conjuntura econômica e política do país, a Contabilidade, como ciência principal do controle, da auditoria e da transparência, tem um papel fundamental no aperfeiçoamento dos controles sociais sobre a corrupção, os desvios e as injustiças sociais.

A Contabilidade dispõe das mais variadas especializações, talvez como nenhuma outra ciência social, assegurando, mais do que outras carreiras, emprego e satisfação profissional.

Aos jovens estudantes, bem como a todos os profissionais da área (auditores, controladores, contadores de custo, peritos, professores) e a todos que simplesmente amam a Contabilidade, quero dizer que tempos ainda mais radiantes nos aguardam, pois o mundo moderno, este da tecnologia e da informação, é absolutamente propulsor para alavancar a Contabilidade: tão antiga e nobre e cada vez mais rejuvenescida e atuante.

Salve o Dia da Contabilidade!

Tags: , , ,

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

  • Sérgio de Iudícibus
    Sérgio de Iudícibus

    É professor titular aposentado (Emérito) do Departamento de Contabilidade e Atuária da Faculdade de Economia, Administração e Contabilidade da Universidade de São Paulo (FEA/ USP). Atualmente, é professor do Mestrado em Ciências Contábeis e Financeiras da Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (PUC-SP) e membro do Conselho Curador da Fundação Instituto de Pesquisas Contábeis, Atuariais e Financeiras (FIPECAFI). Foi Visiting Professor da Universidade de Kansas, nos EUA, quando, em 1986, ministrou, no Mestrado dessa instituição, as disciplinas Contabilidade Gerencial e Seminários de Teoria da Correção Monetária Contábil. Associou seu nome a uma importante etapa da evolução da Contabilidade no Brasil, quando, em 1962, juntamente com outros pioneiros, iniciou a mudança do ensino e da pesquisa em Contabilidade, lançando as bases de uma linha de pensamentos mais voltada para as necessidades do usuário da informação contábil. Exerceu, em várias gestões, a Chefia do Departamento de Contabilidade e Atuária da FEA/USP, bem como foi seu Diretor entre 1979 e 1983. Também exerceu a função de Diretor de Fiscalização do Banco Central do Brasil.