18 de julho de 2019

Diagrama de espinha de peixe: o que é e como aplicar

por GEN.N&G

O diagrama de espinha de peixe é a técnica que permite visualizar melhor o universo em que o problema está inserido. Isto é feito por meio da construção de um diagrama no qual as causas vão sendo cada vez mais discriminadas até chegar a sua origem.

Essa técnica foi desenvolvida pelo Prof. Kaoru Ishikawa. O Diagrama de Causa e Efeito é uma ferramenta utilizada para apresentar a relação existente entre o as características de qualidade resultantes de um processo (efeito) e os fatores (causas) do processo que, por razões técnicas, possam afetar o resultado considerado.

Ela deve ser aplicada a um problema que apresenta causas decorrentes de causas anteriores, ou quando se quer esmiuçar as causas de um problema, ou visualizá-las de forma mais clara e agrupadas por fatores-chave. Frequentemente, o efeito de um processo constitui um problema a ser solucionado e então o Diagrama de Causa e Efeito é utilizado para resumir as possíveis causas do problema. O Diagrama de Causa e Efeito também é chamado de Diagrama de Espinha de Peixe, Diagrama de Ishikawa, Diagrama de Influência ou Diagrama dos 4P.

Essa técnica permite a observação de um efeito e as possibilidades de “causa” que podem contribuir para esse efeito. É aplicada no estudo de problemas que apresentam causas decorrentes de causas anteriores. Os participantes podem variar de cinco a 15 pessoas, sendo necessária a presença de um facilitador.

Etapas do Diagrama de espinha de peixe

 
1. Definição do tema.

2. Sessão de brainstorm.

3. Definição do diagrama. Defina a característica de qualidade ou o problema a ser analisado (efeito). Identifique as causas primárias que afetam o efeito, classificando- as nas categorias 6Ms: máquina, matéria-prima, mão de obra, meio ambiente, medições e método. Identifique as causas secundárias que afetam as primárias.

4. Identificação das causas terciárias que afetam as secundárias. Esse procedimento deve continuar até que as possíveis causas estejam suficientemente detalhadas. Por consenso, estipule a importância de cada causa e identifique as causas que parecem exercer um efeito mais significativo. Registre outras informações, como título, data, responsáveis.

Diagrama de espinha de peixe: o que é e como aplicar

5. Listagem das causas; para cada causa devem ser questionados: o que, onde, quando (ou quem), por que e como isto acontece.

6. Elaboração do diagrama de causa e efeito.

7. Verificação das causas que aparecem repetitivamente (são as prováveis causas principais).

8. Obtenção de consenso do grupo.

9. Coleta de dados para determinar a frequência relativa das diferentes causas.

10. Encerramento da sessão.

Desvantagens

 
Para o correto uso dessa técnica, é necessária a presença de pelo menos um especialista no problema e um especialista na utilização da técnica.

Vantagens

 
Permite a visualização das causas de um problema de forma mais clara e agrupadas por fatores-chave.

Mais conteúdo no livro Princípios e Métodos Para Tomada de Decisões

Gostou de conhecer o diagrama de espinha de peixe? Então assine nossa Newsletter para receber mais informações no seu e-mail!

LEIA TAMBÉM

Tags: , , , , , , ,
  • GEN.N&G
    GEN.N&G

    O GEN.NEGÓCIOS & GESTÃO é um portal independente criado com o objetivo de fornecer conteúdo de autores renomados nas áreas de Administração, Contabilidade, Economia, Educação e Finanças. Desta forma, estudantes, professores e profissionais encontrarão no portal uma fonte de conhecimento. As publicações são compostas por artigos, notícias, entrevistas, e diversos conteúdos para atualização acadêmica e profissional. O GEN.NEGÓCIOS & GESTÃO é uma iniciativa da Editora Atlas - GEN | Grupo Editorial Nacional.