21 de agosto de 2019

Enfoque sistêmico: entrada, processo, saída e feedback

por Antonio Cesar Amaru Maximiano

Entender e lidar com a complexidade são os objetivos do pensamento sistêmico. Ao desenvolver o pensamento sistêmico, você passa a dominar uma ferramenta intelectual que permite analisar, compreender e administrar situações complexas. O pensamento ou enfoque sistêmico possibilita:

(1) Visualizar a interação de componentes que se agregam em totalidades ou conjuntos complexos.

(2) Entender a multiplicidade e interdependência das causas e variáveis dos problemas complexos.

(3) Criar soluções para problemas complexos.

Ludwig von Bertalanffy é o guru do pensamento sistêmico (Figura 4.3).

Enfoque sistêmico: entrada, processo, saída e feedback

SISTEMAS

 
O ponto de partida do enfoque sistêmico é a ideia de sistema. O que é sistema?Resposta: sistema é um todo complexo ou organizado; é um conjunto de partes ou elementos que formam um todo unitário ou complexo. Um conjunto de partes que interagem e funcionam como todo é um sistema.

Os sistemas são feitos de dois tipos de componentes ou partes:

(1) Físicos ou concretos, ou itens materiais, como equipamentos, máquinas, peças, instalações e até mesmo pessoas. Esse é o hardware dos sistemas.

(2) Conceituais ou abstratos, como concepções, ideias, símbolos, procedimentos, regras etc. Esse é o software dos sistemas.

Qualquer sistema pode ser representado como conjunto de elementos ou componentes interdependentes, que se organizam em três partes: (a) inputs, entradas, componentes ou insumos, (b) processo de interação entre as partes e de transformação dos insumos e (c) outputs, saídas ou resultados.

Essa representação é uma das ferramentas do pensamento sistêmico. A situação concreta que mais facilmente ilustra um sistema é a fábrica (ou qualquer sistema de produção). A fábrica – em si um dos componentes – processa (transforma) entradas como matérias-primas, energia e mão de obra para fornecer produtos – as saídas. As entradas e as saídas fazem o sistema interagir com outros sistemas, que formam o ambiente (Figura 4.4).

Enfoque sistêmico: entrada, processo, saída e feedback

ENTRADAS

 
As entradas (inputs) são os componentes do sistema: recursos físicos e abstratos de que o sistema é feito, incluindo todas as influências e recursos recebidos do meio ambiente. Um sistema de transporte compreende os seguintes elementos: veículos, rodovias, sinalização, postos de gasolina, fiscalização e licenciamento de veículos etc., cada um dos quais, por sua vez, formado por outros sistemas ou partes. Veja na Figura 4.5 a representação das entradas de um sistema:

Enfoque sistêmico: entrada, processo, saída e feedback

PROCESSO

 
Todo sistema é dinâmico e tem processos que interligam os componentes e transformam os elementos de entrada em resultados, como mostra a Figura 4.6. Cada tipo de sistema tem um processo ou dinâmica própria. A ideia de processo é central na administração moderna. É uma ferramenta do pensamento sistêmico. 

Enfoque sistêmico: entrada, processo, saída e feedback

SAÍDAS

 
As saídas (outputs) são os resultados do sistema, os objetivos que o sistema pretende atingir ou efetivamente atinge (Figura 4.7). Sinergia é a palavra que indica a noção de que o todo é maior que a simples soma de suas partes. Um sistema ou conjunto de recursos tem sinergia quando o resultado da interação das partes é maior que a simples soma das partes. Por exemplo, um grupo de pessoas que interage pode formar uma família, empresa ou cidade. Sem interação, esse grupo é apenas um aglomerado de pessoas, como os passageiros de um ônibus. Sem interação, nada mais é do que a simples agregação de seus componentes. É a interação que produz o efeito que faz surgir o sistema.

Enfoque sistêmico: entrada, processo, saída e feedback

FEEDBACK

 
Feedback(palavra que significa “retorno da informação”, “efeito retroativo” ou “realimentação”) é o que ocorre quando energia, informação ou saída de um sistema a ele retorna. O feedback reforça ou modifica o comportamento do sistema. Pode ser intencional, projetado dentro da própria estrutura do sistema, para cumprir uma finalidade de controle ou reforço.

Um mecanismo de feedback que tem finalidade de controle é o velocímetro. Com ele, o motorista compara o comportamento do veículo com a velocidade permitida e faz os ajustes necessários (especialmente se houver um aviso de controle por radar).

Outro mecanismo de feedback planejado são as provas escolares, que permitem ao estudante e à direção da escola avaliar e reforçar seu desempenho.

Enfoque sistêmico: entrada, processo, saída e feedback

Gostou de saber o que são competências? Então assine nossa Newsletter para receber mais informações no seu e-mail!

Mais conteúdo no livro Administração Por Competências

Gostou de saber o que é enfoque sistêmico? Então assine nossa Newsletter para receber mais informações no seu e-mail!

LEIA TAMBÉM

 

Tags: , , , , , ,

3 respostas para “Enfoque sistêmico: entrada, processo, saída e feedback”

  1. Avatar Ana Carolina Guimarães disse:

    oi! qual a fonte das imagens? Tentei encontrar o livro de referência, mas não encontrei

  2. Avatar Sonia disse:

    Gestão por processo ou Gestão de processos, qual é a definição correta para o enfoque sistêmico?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

  • Antonio Cesar Amaru Maximiano
    Antonio Cesar Amaru Maximiano

    É professor e pesquisador do Departamento de Administração da Faculdade de Economia, Administração e Contabilidade da USP. É também Coordenador de Programas e Projetos da Fundação Instituto de Administração (FIA). Administração Geral, Administração de Projetos, Qualidade Total e Recursos Humanos são suas áreas de atuação no ensino e na pesquisa.