23 de julho de 2021

Conheça as principais ferramentas que promovem o ensino híbrido na pandemia

por GEN.N&G

Por conta da pandemia do novo coronavírus, muitos setores tiveram as suas atividades presenciais interrompidas.

A área educacional também foi afetada e, desde então, tem buscado soluções para vencer os novos desafios desse momento, como a adoção do ensino híbrido na pandemia.

O ensino híbrido no Brasil possibilita a criação de estratégias que não somente superam os obstáculos do momento como também direcionam o futuro da educação no país.

Para a promoção do sistema híbrido de ensino, é necessário utilizar ferramentas específicas que serão apontadas ao longo deste artigo. Acompanhe!

O que é ensino híbrido?

 
O ensino híbrido é uma metodologia de ensino alternativa que se baseia na união de elementos da modalidade presencial e da online. Nesse sistema são promovidas vivências presenciais dentro das instituições de ensino combinadas de forma estratégica com atividades que devem ser realizadas em ambientes virtuais.

Quais as principais características do ensino híbrido?
Ao fazer uso de tecnologias específicas, o ensino híbrido na pandemia pode trazer vantagens tanto para os estudantes quanto para as instituições de ensino:

  • ensino mais atrativo por meio do uso de ferramentas tecnológicas
  • mais autonomia e protagonismo dos estudantes
  • maior engajamento com o aumento do interesse pelos conteúdos por parte dos estudantes
  • melhor aproveitamento do tempo dos professores
  • redução de custos com recursos físicos e impressos

Como deve funcionar o ensino híbrido na pandemia?

 
Durante a pandemia, a necessidade de fazer isolamento social acelerou a digitalização dos processos educacionais.

O ensino híbrido na pandemia deixa de ser uma tendência em crescimento e se torna uma abordagem necessária e eficiente para promover a inovação nesta nova realidade.

As instituições devem adaptar o currículo dos cursos a competências de ensino híbrido, fundamentais para que os estudantes estejam preparados para lidar com os novos problemas de forma ágil e criativa.

As instituições devem seguir os protocolos de segurança e contribuir para que os estudantes tenham os recursos necessários para lidar com tais mudanças.

Por isso, além da definição das ferramentas que serão utilizadas, como aulas em vídeo, fóruns de discussão e/ou webinários ao vivo, é importante desenvolver estratégias para auxiliar os estudantes nos seguintes aspectos:

  • gestão de tempo
  • como lidar com a procrastinação
  • como utilizar as redes sociais a favor e não contra os estudos
  • interagir com outros estudantes e professores no ambiente digital

É possível que o ensino híbrido se torne um padrão?

 
Antes da pandemia, essa modalidade de ensino já era uma realidade para muitas instituições de ensino superior (IES) que, além dos cursos completamente EAD, podiam oferecer cursos presenciais com 40% de carga horária online.

Além disso, para o ensino médio, 30% da carga horária dos cursos noturnos e 20% dos cursos diurnos já podiam ser realizadas de forma online. Basicamente, a modernização das instituições de ensino, que estava prevista para ocorrer em 10 anos, foi acelerada em poucos meses.

O ensino híbrido na pandemia está contribuindo para que muitas pessoas analisem a própria resistência quanto a essa metodologia, que faz uso assertivo de tecnologias educacionais eficientes para unir o digital e o presencial de forma estratégica.

Tudo isso aponta que nos próximos anos mais instituições e estudantes confiarão nessa modalidade e testificarão as suas vantagens.

O que o MEC diz sobre o ensino híbrido e o funcionamento das IES

 
A Resolução nº 2 do Conselho Nacional de Educação (CNE), seguindo a Base Nacional Comum Curricular (BNCC), institui diretrizes nacionais específicas para as instituições sobre a implementação da Lei nº 14.040.

As instituições podem promover atividades não presenciais fazendo uso de recursos digitais como videoaulas, redes sociais, correio eletrônico, blogs, conteúdos organizados em plataformas virtuais de ensino-aprendizagem, entre outros.

A volta às aulas presenciais deve ocorrer de forma gradual, por grupos de alunos, níveis ou etapas educacionais, seguindo todos os protocolos definidos pelas autoridades sanitárias locais.

Conheça modelos de ensino híbrido para aplicar na IES

 
O ensino híbrido é categorizado em dois grupos:

Modelo disruptivo: as aulas são disponibilizadas em formato de vídeo, possibilitando que os estudantes acompanhem de qualquer lugar. Pode existir encontros presenciais pontuais para discussão de algum tópico em específico ou realização de avaliação.

Modelo sustentado: grande parte das aulas é realizada de forma presencial com recursos que permitem a realização de atividades online dentro ou fora da sala de aula.

Para promover um processo de retomada gradual das aulas presenciais, o ensino híbrido na pandemia pode ser mais bem colocado em prática a partir de modelos disruptivos. Confira os principais:

Virtual aprimorado

 
Neste modelo remoto, os alunos assistem às aulas online e vão até a IES em ocasiões pontuais, que podem ser semanais ou quinzenais, para realizar projetos ou promover debates sobre o conteúdo.

Flex

 
Os professores passam roteiros de estudos para os estudantes via plataformas digitais. Parte das atividades pode ser realizada nas aulas síncronas, ao vivo, no momento exato em que o professor está dando as aulas.

Outra parte das atividades pode ser realizada pelos estudantes em momentos assíncronos, fora das aulas ao vivo.

Rotação individual

 
Os professores ficam mais focados em atender às necessidades específicas de cada estudante. O foco é identificar as dificuldades de cada aluno e desenvolver soluções para elas com o uso de diferentes recursos digitais.

Ferramentas que auxiliam o ensino híbrido na pandemia

 
Muitas tecnologias podem contribuir para a construção de uma educação de qualidade com o ensino híbrido na pandemia. Existem pelo menos dois tipos indispensáveis:

Plataformas AVA

 
O ensino a distância (EAD) é diretamente beneficiado pelo uso de Plataformas AVA (Ambiente Virtual de Aprendizagem) que oferecem recursos digitais necessários para IES, professores e alunos.

Dentro dessas plataformas, os estudantes podem acessar todos os materiais organizados por componentes curriculares de acordo com o avanço das aulas online.

É possível também promover uma maior interação virtual entre aluno e professor nos espaços reservados para discussão e trocas de informações sobre as disciplinas.

Ao passo em que os professores mediam todo o processo, os estudantes vão desenvolvendo a autonomia.

Ferramentas de videochamada

 
Escolher as ferramentas corretas para as necessidades da sua IES e dos estudantes é fundamental para garantir o sucesso das aulas online.

Existem diversas versões, tanto pagas quanto gratuitas; para saber qual escolher, considere os seguintes pontos:

  • quantidade máxima de participantes por sessão
  • tempo máximo de cada sessão
  • qualidade de transmissão de vídeo e áudio
  • recurso para gravação das aulas ao vivo

Bibliotecas digitais como apoio ao ensino híbrido

 
Outro recurso muito importante para modernizar o ensino nas IES é a utilização de uma boa biblioteca digital.

Esse recurso possibilita que estudantes, professores e colaboradores acessem os conteúdos de qualquer lugar, basta apenas ter acesso a um dispositivo com conexão à internet.

A biblioteca digital pode ser integrada aos sistemas que a instituição faz uso, como plataformas AVA, para possibilitar uma gestão mais completa e segura de todos os documentos acadêmicos.

O ensino híbrido na pandemia requer o uso de recursos que facilitem o acesso e a leitura das bibliografias obrigatórias e complementares dos cursos. A biblioteca digital entrega e-books, vídeos, áudios, apostilas, entre outros materiais, tudo online, armazenado em Nuvem.

FONTE: MINHA BIBLIOTECA

newsletter

LEIA TAMBÉM

 

Tags: , , , , , ,

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

  • GEN.N&G
    GEN.N&G

    O GEN.NEGÓCIOS & GESTÃO é um portal independente criado com o objetivo de fornecer conteúdo de autores renomados nas áreas de Administração, Contabilidade, Economia, Educação e Finanças. Desta forma, estudantes, professores e profissionais encontrarão no portal uma fonte de conhecimento. As publicações são compostas por artigos, notícias, entrevistas, e diversos conteúdos para atualização acadêmica e profissional. O GEN.NEGÓCIOS & GESTÃO é uma iniciativa da Editora Atlas - GEN | Grupo Editorial Nacional.