18 de dezembro de 2018

Inflação: saiba como ela funciona e sua relação com o poder de compra do salário

por GEN.N&G

O fenômeno da inflação ocorre quando os preços dos produtos e serviços que consumimos aumentam de forma generalizada e persistente. Um aumento pontual no preço de um bem ou serviço, mesmo exercendo algum impacto negativo no nosso salário, não representa inflação. Quando há inflação, cada unidade monetária disponível passa a comprar menos bens ou serviços, isto é, o dinheiro passa a valer cada vez menos.

É a chamada perda do poder de compra ou perda do poder aquisitivo da moeda. Como a inflação tem sua origem na elevação geral dos preços, ela, além de corroer a nossa renda, impacta negativamente as expectativas dos empresários. Estes tendem a postergar investimentos até que tenham uma melhor perspectiva de que os seus lucros poderão ser realizados.

A inflação e sua relação com o poder de compra do salário

 
A redução das atividades das empresas inibe as contratações e pode levar ao desemprego. Além disso, podem contribuir para a redução dos níveis de salários, uma vez que os trabalhadores desempregados podem se submeter a ganhar menores salários para conseguir uma ocupação profissional. No caso da população de renda mais baixa, que geralmente gasta uma parcela significativamente maior da renda em itens essenciais, a inflação causa um impacto maior. Geralmente, essas pessoas têm menores possibilidades de cortar gastos e adequar seus orçamentos.

Suponha, por exemplo, que dois cidadãos, um com salário de R$ 5.000,00 mensais e outro com salário de R$ 1.000,00 mensais, estão em um supermercado. Ambos compram 1 kg feijão, cujo preço tenha subido de R$ 10,00 para R$ 12,00. Houve, portanto, um aumento de 20%, importando em R$ 2,00 de acréscimo. Esses R$ 2,00 gastos a mais representam 0,20% do salário do cidadão que recebe R$ 1.000,00 e apenas 0,04% do salário do cidadão que ganha R$ 5.000,00. O aumento no preço impactou mais fortemente o cidadão que ganha menos.

Perspectivas econômicas para o novo governo

Foto: Istock/Getty Images

Inflação x deflação

 
As empresas conseguem minimizar os efeitos da inflação à medida que corrigem os preços de seus produtos ou serviços, assim como ocorre com o Governo com a correção na cobrança de impostos e preços públicos. Pode-se verificar um fenômeno inverso ao da inflação, ou seja, a deflação. Uma situação de deflação pode ser percebida quando há uma redução generalizada dos preços dos bens e serviços por um período longo de tempo. Isso pode ocorrer pela redução na demanda desses bens e serviços, por aumento na oferta ou ainda pela redução da quantidade de moeda em circulação na economia.

Tanto a inflação quanto a deflação impõem custos à sociedade, pois, se os preços em geral sobem (inflação), nosso dinheiro perde valor e temos problemas para atender às nossas necessidades de consumo. Por outro lado, se os preços em geral caem (deflação), é sinal de que as empresas estão vendendo menos e reduzindo os preços para atrair os consumidores.

Preços em queda podem levar as pessoas a acreditar que pagarão menos se adiarem as compras. Intensificando a redução do consumo, as receitas das empresas e os lucros são reduzidos e elas reduzem as compras (ou produção). Diminuem também os investimentos, suspendem contratações e podem passar a demitir trabalhadores para reduzir custos. A persistência da queda de consumo e seus reflexos pode, no limite, levar as empresas a encerrar suas atividades.

Quer saber mais? Então confira o livro Gestão Financeira Econômica – Didática, Objetiva e Prática para ficar por dentro do assunto!

Gostou das dicas sobre inflação? Então não se esqueça de assinar nossa Newsletter para receber mais informações no seu e-mail!

LEIA TAMBÉM

 

Tags: , , , , , , , ,
  • GEN.N&G
    GEN.N&G

    O GEN.NEGÓCIOS & GESTÃO é um portal independente criado com o objetivo de fornecer conteúdo de autores renomados nas áreas de Administração, Contabilidade, Economia, Educação e Finanças. Desta forma, estudantes, professores e profissionais encontrarão no portal uma fonte de conhecimento. As publicações são compostas por artigos, notícias, entrevistas, e diversos conteúdos para atualização acadêmica e profissional. O GEN.NEGÓCIOS & GESTÃO é uma iniciativa da Editora Atlas - GEN | Grupo Editorial Nacional.