31 de agosto de 2018

10 livros sobre educação que todo estudante da área deveria ler

por GEN.N&G

Durante sua trajetória, estudantes e profissionais irão se deparar com inúmeras situações que exigirão conhecimentos teóricos e práticos da profissão. Dessa forma, a partir dessa ideia, é possível estabelecer alguns livros de educação, do portfólio do GEN | Atlas, que auxiliarão estudantes e profissionais a expandir e solidificar seus conhecimentos na área.

Confira 10 livros de educação que todo estudante da área deveria ler:

 

1) Revolucionando o desempenho acadêmico – O desafio de Isa

 
Conheça 6 livros sobre metodologias de ensino inovadoras e criativas

Este livro é resultado de diferentes formações e visões que se complementam: educação, administração, economia e contabilidade. Para tornar a leitura mais agradável e envolvente, os autores criaram uma história de vida emocionante e cheia de desafios. Isa, a personagem central dessa narrativa, apresenta suas lutas, enfrentamento de preconceitos, superação e conquistas em busca dos seus sonhos.

Nesse enredo são manifestados os desafios das instituições, dos professores e dos estudantes na busca do melhor desempenho acadêmico – tema de grande complexidade que convive dia a dia com os educadores, mas aqui apresentado de maneira objetiva e acessível.

2) Revolucionando a docência universitária

 
Nunca é demais lembrar que os docentes universitários, notadamente nos cursos de bacharelado, não têm uma instância de formação pedagógica sistematizada. Esse esforço fica por conta das instituições de ensino ou dos próprios docentes.

Também é fato que muitos professores experimentam a sala de aula sem nenhum preparo relativo a temas como planejamento educacional, currículo, avaliações, carreira, tecnologia educacional e ensino a distância, entre tantos outros que são relevantes para sua prática pedagógica.

Conscientes dessa necessidade, os autores deste livro apresentam conceitos essenciais para a docência, utilizando-se de textos leves e ilustrados por storytellings que abordam questões-chave de cada uma das temáticas apresentadas.

3) Revolucionando a sala de aula

 
Há pouco mais de três décadas, a preocupação com a formação do professor que atua no ensino superior começou a fazer parte das discussões dos estudiosos da Educação. Gradativamente, essa preocupação foi alcançando outras áreas do conhecimento. Nos dias atuais, tem ficado cada vez mais claro que apenas o domínio do conteúdo — embora fundamental no processo de ensino e aprendizagem — não é suficiente.

Neste livro, são abordadas 15 técnicas de metodologias ativas de aprendizagem, desde as mais tradicionais, como a aula expositiva e o Seminário, até as técnicas mais contemporâneas na área de negócios, como o Problem-Based Learning (PBL) e o Role-play. Em todas elas, houve a preocupação com o processo de ensino e aprendizagem ativo, tendo professor e aluno como os protagonistas do fenômeno.

4) Didática do Ensino Superior

 
Conheça 6 livros sobre metodologias de ensino inovadoras e criativas

 

Ser professor universitário na atualidade requer muito mais do que simplesmente ter domínio da matéria a ser apresentada aos alunos. Para quem se aventura pelas salas das universidades é preciso saber combinar suas habilidades pessoais com as expectativas dos estudantes e garantir uma aprendizagem agradável e eficiente.

É exatamente este o propósito deste livro: ser ferramenta para o desenvolvimento do profissional na atividade docente, para que ele seja capaz de definir objetivos de aprendizagem, selecionar conteúdos relevantes, escolher as estratégias de ensino mais adequadas e promover uma avaliação que esteja comprometida com a aprendizagem de seus alunos.

5) Metodologia do ensino superior

 
A preparação precária do professor universitário brasileiro constitui uma realidade. Muitos ainda pensam que basta o domínio do conteúdo para lecionar qualquer disciplina, ignorando a necessidade de um sistemático processo de formação pedagógica.

Alguns professores já tomaram consciência de que a reversão do atual estágio da educação nacional precisa ser realizada com urgência. Nesse sentido, numerosos profissionais, oriundos de diversas áreas, vêm procurando um aperfeiçoamento de seus conhecimentos e habilidades pedagógicas. Contudo, isto está ocorrendo principalmente em nível de ensino fundamental e médio.

Com este livro, o autor procura abordar os problemas específicos que atingem os professores universitários. Não se trata de um compêndio de teorias e técnicas pedagógicas, mas de um manual prático para orientar todos aqueles que lecionam no ensino superior e verificam a necessidade de conciliar modernas estratégias de ensino-aprendizagem a uma ordenação sistemática dos conteúdos a serem apresentados.

6) Como Elaborar Projetos de Pesquisa

 
livros sobre métodos e técnicas de pesquisa para aplicar em seus trabalhos acadêmicos

Como Elaborar Projetos de Pesquisa é indicado para estudantes e profissionais que precisem desenvolver projetos acadêmicos que envolvam pesquisas. O livro esclarece os principais procedimentos para elaboração de projetos dos mais diversos tipos de pesquisa.

Isso inclui pesquisa bibliográfica, pesquisa documental, ensaios clínicos, estudos de coorte, levantamentos de campo, estudos de caso, pesquisa etnográfica, pesquisa narrativa, pesquisa fenomenológica, grounded theory, pesquisa-ação, pesquisa participante e pesquisas de métodos mistos. A obra procura, ainda, tratar das mais diversas implicações teóricas que envolvem o processo de criação científica.

7) O Mais Importante da Educação Importante

 
O sistema educacional brasileiro tem se mostrado incapaz de dar conta de sua missão histórica: garantir o direito dos alunos de aprender bem. Na esfera pública, onde estudam 90% dos alunos no ensino fundamental, a situação é alarmante, pois, ao contrário do discurso oficial, não resolvemos a escolarização obrigatória: na população entre 15 e 17 anos, a taxa de conclusão ao fim da primeira década do milênio era pouco mais de 50%.

O que se oferece na escola pública é algo fora de propósito, como regra. Embora com exceções, nossa política educacional está marcada pela pecha da oferta pobre para o pobre, tanto assim que professores públicos, quando podem, colocam seus filhos no sistema privado.
Esta e outras afirmações são comentadas, debatidas e analisadas pelo autor, com a autoridade de quem dedicou grande parte de sua vasta carreira acadêmica na área educacional e que publicou mais de 90 livros, a maioria deles sobre sociologia da educação.

8) Aprender como Autor

 
Aprendizagem é o exercício permanente de Autoria, expectativa que se avivou ainda mais com a web 2.0, ao insistir na geração de conteúdo próprio como signo maior do trabalho individual e coletivo na internet. Entre outros exemplos convincentes, temos a Wikipédia, uma enciclopédia digital que enfeixa a produção coletiva, pública e gratuita de um bando de autores. Não substitui outras enciclopédias, mas oferece um dos ambientes mais prolíferos de aprendizagem como autoria, postada sobre a pedagogia da problematização aberta e as novas epistemologias voltadas para um sentido autorrenovador de conhecimento.

O mundo das novas tecnologias, a bem da verdade, não inventou novas teorias da aprendizagem, mas as reconfigura constantemente como palcos de autoria individual e coletiva, ressaltando dimensões da motivação intrínseca (nos videogames sérios, por exemplo), da promoção da autonomia do estudante capaz de autodirecionar seu estudo sob orientação docente, da produção de conhecimento próprio como fonte decisiva de oportunidades na sociedade/economia do conhecimento.

9) Manual de Produção de Textos Acadêmicos e Científicos

 
O livro apresenta os procedimentos específicos de todas as convenções do contexto acadêmico e científico, como as instruções da ABNT (Associação Brasileira de Normas Técnicas), que são utilizadas para a formalização das produções acadêmicas; as orientações metodológicas, os fundamentos e as nuances caracterizadores da pesquisa; e os 24 gêneros acadêmico-científicos corriqueiros ao ambiente: resumo, resenha, pôster, paper, portfólio, projeto de pesquisa, artigo, ensaio, relatório, monografia, dissertação, tese, entre outros.

10) Português Instrumental

 
Resenha: Português Instrumental

 

Português Instrumental, de Dileta Silveira Martins e Lúbia Scliar Zilberknop, é um completo manual prático da língua portuguesa que irá ajudar você a compreender e dominar o idioma, além de facilitar a efetividade na comunicação entre as pessoas. O livro chega à sua 30ª edição atualizado e totalmente reformulado, com informações sobre Normas da ABNT para Trabalhos Acadêmicos, e de acordo com a NBR 6023/2018.

A obra está dividida em quatro partes:

  • Comunicação e redação: os capítulos que compõem essa parte do livro oferecem ao leitor um embasamento teórico-prático para a comunicação oral e escrita;
  • Gêneros Administrativos: Aqui você encontrará todos os parâmetros técnicos responsáveis para elaborar os mais diversos documentos (comunicados, atas, contratos, currículos, etc);
  • Gênero Acadêmico: Os capítulos dessa parte o ajudarão nos passos para a elaboração de trabalhos científicos e acadêmicos, incluindo a sua normalização textual e de referências bibliográficas;
  • Gramática: A última parte do livro é dedicada à abordagem dos principais tópicos que pertencem à norma-padrão da língua portuguesa.

 

Gostou de conhecer livros de educação? Então aproveite e assine nossa Newsletter para receber dicas no seu e-mail!

 

LEIA TAMBÉM

Tags: , , , , , , , , , ,
  • GEN.N&G
    GEN.N&G

    O GEN.NEGÓCIOS & GESTÃO é um portal independente criado com o objetivo de fornecer conteúdo de autores renomados nas áreas de Administração, Contabilidade, Economia, Educação e Finanças. Desta forma, estudantes, professores e profissionais encontrarão no portal uma fonte de conhecimento. As publicações são compostas por artigos, notícias, entrevistas, e diversos conteúdos para atualização acadêmica e profissional. O GEN.NEGÓCIOS & GESTÃO é uma iniciativa da Editora Atlas - GEN | Grupo Editorial Nacional.