6 de março de 2019

Os 7 perigos da comunicação

por Roberto Madruga

Para o presidente da Weisman Sucess Resources, Inc., que ajuda líderes a criarem ambientes organizacionais engajados, nada é mais importante do que a comunicação. Apesar da ligação com o lado profissional, seus motivos começaram na vida pessoal. Weisman perdeu sócios em suas franquias de baseball e um casamento por conta de problemas que poderiam ser evitados com uma boa administração da comunicação. Foi assim que decidiu se aprofundar no assunto e ajudar outras pessoas. Nas empresas, a comunicação tem um papel fundamental em todos os setores, internos ou externos. O jeito que ela ocorre interfere diretamente na satisfação de colaboradores e clientes. Assim, Dana Wilkie escreveu um ótimo artigo para a Society for Human Resource Management onde aponta os 7 maiores perigos da comunicação, na visão de Weisman:

Os 7 perigos da comunicação

 

Técnicas de negociação: 6 dicas para você ceder menos

Foto: Istock/Getty Images

1. Falta de especificidade

 
Termos vagos, principalmente ligados a datas e prazos, são um péssimo hábito. “Devemos nos reunir até a semana que vem” e “Preciso disso o mais rápido possível” são armadilhas de comunicação. É importante levantar todas as informações – ou a ausência dela.

2. Instruções negativas

 
Dizer a alguém o que não deve ser feito tira o foco da conversa do que deve ser realmente ser feito. Assim, é importante atentar para os comportamentos desejáveis.

3. Falta de imediatismo ou urgência

 
Quando surge a necessidade de ter uma conversa séria, é comum adiarmos o máximo o momento. Porém, as conversas devem acontecer sempre na primeira oportunidade, de maneira respeitosa e amigável.

4. Negação desrespeitosa

 
“É uma boa ideia, mas…” Essa construção acaba totalmente com o elogio à ideia inicial. O apropriado seria dizer “Eu gostei da ideia, e…”

5. Entonação e gestos inapropriados

 
Encarar, desviar os olhos, cruzar os braços, aumentar a voz – tudo diz algo sobre nós. Nem todas as pessoas percebem, durante uma conversa, e é por isso que é necessário ser honesto sobre suas opiniões.

6. Desatenção

 
Apesar de ser impossível acabar totalmente com conversas nas quais estejamos realizando outra atividade, é importante atentar à frequências delas. Se possível, agende para outro momento. Seja sempre sincero em relação à quantidade de atenção necessária para o momento da comunicação.

7. Falta de franqueza

 
Sempre vão existir aqueles assuntos que ninguém quer trazer à tona. Geralmente, são convocadas reuniões para tratar desses temas, mesmo quando ele só tem a ver com uma pequena parte das pessoas presentes. Isso é um desserviço, pois a mensagem não será dada de forma direta e o problema não será resolvido.

Fonte: https://www.conquist.com.br

comprar livro gestão do relacionamento

 

Gostou de saber mais sobre os perigos da comunicação? Então não esqueça de assinar nossa Newsletter e receber mais informações no seu e-mail!

LEIA TAMBÉM

 

Tags: , , , , , ,
  • Roberto Madruga
    Roberto Madruga

    Referência nacional como Consultor, Coach, Palestrante e Escritor premiado, reconhecido por sua multidisciplinaridade, experiência prática e criação de métodos estruturados com foco em resultados. Mestre em Gestão Empresarial, Pós-graduado em Marketing, Pós-graduado em Educação, Pós-graduado em Gestão de Recursos Humanos, Pós-graduado em Gestão Estratégica e Qualidade, Master em Programação Neurolinguística – PNL pela International Association of NLP Institutes, Coach Executivo e Coach de Carreira certificado pela ICI – International Association of Coaching Institute. Professor dos MBAs da FGV, PUC, UFRJ e IBMEC. Diretor de Consultoria e Educacional da ConQuist com projetos desenvolvidos para mais de 200 empresas no Brasil e exterior. Conheça melhor o autor: www.conquist.com.br/roberto-madruga