6 de setembro de 2019

Resenha: Auditoria Contábil – Teoria e Prática

por Silvio Aparecido Crepaldi

Foi pensando em você, estudante e concursando, que elaboramos esta obra. O livro Auditoria Contábil – Teoria e Prática trata-se de um projeto pedagógico-editorial que, além de enfatizar a excelência didática e doutrinária de seus textos, propicia uma fonte de consulta rápida e prática que alia o estudo dinâmico e a completa revisão da Auditoria Contábil para exames e concursos.

Destaca a parte prática da Auditoria, incluindo diversas rotinas reais analisadas e interpretadas, acompanhadas dos respectivos “pareceres” e de observações esclarecedoras. Ao longo do texto, mostra que a Auditoria é uma técnica que objetiva obter elementos de convicção que permitem julgar se os registros foram efetuados de acordo com os princípios fundamentais de contabilidade e se as demonstrações contábeis deles decorrentes refletem adequadamente a situação econômico-financeira do patrimônio, os resultados do período administrativo examinado e as demais situações nelas demonstradas.

Trata-se de um manual para o Exame de Suficiência, cuja aprovação é requisito para a obtenção ou o restabelecimento de registro profissional em Conselho Regional de Contabilidade (CRC), conforme estabelecido pela Lei nº 12.249/2010.

É também útil para o Exame de Qualificação Técnica para registro no Cadastro Nacional de Auditores Independentes (CNAI) do Conselho Federal de Contabilidade (CFC), instituído pela NBC PA 13, um dos requisitos para a inscrição do Contador no CNAI, com vistas à atuação na área da Auditoria Independente.

A 11ª edição foi atualizada de acordo com a Lei Societária, Normas Brasileiras de Contabilidade e CPC. E mais: acesso exclusivo a um curso on-line com Silvio A. Crepaldi!

Aplicação do livro Auditoria Contábil

 
Livro-texto para a disciplina Auditoria dos cursos de graduação e pós-graduação em Ciências Contábeis, Administração de Empresas, Ciências Econômicas e Análise de Sistemas de Informação. Por ser atual, prático e objetivo, é um manual de consulta para contadores, administradores, economistas e analistas de sistemas, bem como para empresários e, principalmente, para os gerentes de auditoria envolvidos no processo de formação e treinamento de auditores. Recomendado também para o Exame do Cadastro Nacional de Auditores Independentes (CNAI) e Exame de Suficiência do Conselho Federal de Contabilidade.

Resenha: Auditoria Contábil - Teoria e Prática

Prefácio à 11ª edição

 
A administração de uma sociedade tem o dever de apresentar demonstrações contábeis e divulgações adequadas e esclarecedoras à opinião pública. A opinião dos auditores sobre esses demonstrativos é elemento fundamental na extensão que se traduz em sinônimo de confiabilidade às informações prestadas.

A auditoria contábil é a auditoria das demonstrações financeiras que destina-se ao exame e avaliação dos componentes dessas demonstrações, no que concerne à adequação dos registros e procedimentos contábeis, sistemática dos controles internos, observância de normas, regulamentos e padrões aplicáveis, bem como à aplicação dos Princípios de Contabilidade.

No Brasil, as normas internacionais de contabilidade tiveram um marco regulatório nas publicações da Lei no 11.638/2007 e da Lei no 11.941/2009, que determinaram a adoção inicial dos padrões internacionais de contabilidade nas empresas brasileiras. Nesse sentido, a legislação societária determina que, no Balanço Patrimonial, os ativos e os passivos decorrentes de operações de longo prazo devem ser ajustados ao valor presente, e, os demais, ajustados quando houver efeito relevante.

A Lei Sarbanes-Oxley realizou uma série de exigências para as empresas que possuem ações na Bolsa de Nova York, todas praticamente ligadas a boas práticas de ética e governança corporativa. Na seção 404, essa Lei determina uma avaliação anual dos controles internos para elaboração dos relatórios financeiros, adicionados à emissão de relatório por auditoria independente, atestando a eficiência e a eficácia desses controles.

As atividades de auditoria interna e de auditoria externa muitas vezes são executadas simultaneamente dentro das companhias, porém essas atividades possuem objetivos diferentes. Nas companhias de capital aberto, o principal objetivo da auditoria externa é emitir uma opinião sobre as demonstrações contábeis.

O objetivo da auditoria é aumentar o grau de confiança nas demonstrações contábeis por parte dos usuários. As Normas Brasileiras de Auditoria são as regras ditadas pelos órgãos reguladores da profissão contábil no Brasil e têm por objetivo a regulação da profissão e atividades, bem como estabelecer diretrizes a serem seguidas pelos profissionais no desenvolver de seus trabalhos.

Em conformidade com as normas de auditoria, para que um auditor seja considerado experiente, deve demonstrar que tem experiência prática de auditoria e conhecimento razoável de normas de auditoria e exigências legais, assuntos de auditoria e de relatório financeiro relevantes ao setor de atividade da entidade, além dos processos de auditoria.

Os Autores

Material suplementar

 
Este livro conta com os seguintes materiais suplementares:

  • Slides (restrito a docentes);
  • Textos complementares aos capítulos;
  • Caderno de questões;
  • Gabarito do caderno de questões.

O acesso aos materiais suplementares é gratuito. Basta que o leitor se cadastre em nosso site (www.grupogen.com.br), faça seu login e clique em GEN-IO, no menu superior do lado direito.

Sobre os autores

 
Silvio Aparecido Crepaldi

É bacharel em Direito, em Ciências Contábeis e em Administração. Mestre em Administração pela Universidade Federal de Lavras e doutor em Direito pela Universidade Autónoma de Lisboa – Portugal. Parecerista ad hoc e avaliador da Revista CEJ do Centro de Estudos Judiciários do Conselho da Justiça Federal.

Avaliador de artigos da Revista Direito GV Law Review e membro do Conselho Editorial da Revista da FABES, Ciências Sociais em Perspectiva, Revista de Custos, Agronegócios On-line e Revista OAB In Foco – 13a Subseção OAB-MG. Avaliador de cursos de graduação em Administração, Ciências Contábeis e Direito e de instituições de ensino superior do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais (INEP). Representante docente do Instituto Brasileiro de Planejamento Tributário. Professor titular e coordenador de cursos de graduação, docente de cursos de pós-graduação de diversas Universidades e Faculdades.

Guilherme Simões Crepaldi

É graduado em Direito pelo Centro Universitário do Triângulo (UNITRI) e em Ciências Contábeis pela Universidade Federal de Uberlândia (UFU). Proprietário da Crepaldi Advogados. Docente da Faculdade Presidente Antonio Carlos de Uberlândia – MG.

Gostou de saber os detalhes do livro Auditoria Contábil? Então não se esqueça de assinar nossa Newsletter para receber dicas no seu e-mail!

LEIA TAMBÉM

 

Tags: , , , , , , , , ,
  • Silvio Aparecido Crepaldi
    Silvio Aparecido Crepaldi

    É doutor em Direito com especialidade em Ciências Jurídicas pela Universidade Autónoma de Lisboa – Portugal; mestre em Administração pela Universidade Federal de Lavras – UFLA; graduado em Direito pela Universidade José do Rosário Vellano (Unifenas – Alfenas – MG) e em Ciências Contábeis e Administração pela Faculdade Cenecista de Varginha (Faceca – Varginha – MG). Docente de cursos de graduação e de pós-graduação de diversas Universidades e Faculdades do Brasil; docente do MBA do IPOG – Instituto de Pós-graduação e Graduação; instrutor da Catho e-Learning nos cursos de Auditoria Contábil e Contabilidade Financeira e Gerencial. É avaliador de cursos de graduação de Administração, Ciências Contábeis e Direito e de instituições de ensino superior do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep – MEC).