10 de março de 2021

Resenha: Comportamento Organizacional

por Idalberto Chiavenato

Esta 4ª edição do livro Comportamento Organizacional traz como novidade acesso à Sala de Aula Virtual Chiavenato Digital, uma ferramenta inovadora que reúne diversos objetos educacionais: vídeos do autor, textos para reflexão, casos para discussão, glossário interativo e muito mais.

Em um mundo de negócios em transformação exponencial, as organizações requerem contínua mudança interna, inovação e renovação, e o segredo da vantagem competitiva está em saber utilizar a inteligência e a competência das pessoas que formam as organizações. Esse é o capital humano responsável pela competitividade organizacional. Afinal, o desempenho das organizações depende diretamente da performance e do talento das pessoas e das equipes que as formam. Uma questão de puro comportamento organizacional.

Este livro se baseia em modernos conceitos e práticas e no desempenho organizacional, reunindo exemplos, aplicações e modelos. Nele, você encontrará temas como: Desenho Organizacional, Motivação, Comunicação, Liderança, Negociação e Desenvolvimento Organizacional, entre muitos outros.

Aplicação

Livro indicado para as disciplinas Comportamento Organizacional, Recursos Humanos e Gestão de Pessoas dos cursos de Administração de Empresas, Administração Pública, Psicologia, Sociologia, Serviço Social, Pedagogia, Ciências Contábeis e demais cursos que contemplam essas disciplinas. Também indicado para tecnólogos em Gestão de Recursos Humanos.

Clique aqui para saber mais!

Aproveite e assista ao recado do autor:

Apresentação da obra Comportamento Organizacional

 
O Comportamento Organizacional (CO) representa uma área multidisciplinar do conhecimento humano extremamente sensível a certas características que existem nas organizações e no ambiente ao seu redor. Ambos estão passando por mudanças incríveis, inesperadas e exponenciais. Por essa razão, é uma disciplina sumamente
contingencial e situacional.

Além das mudanças e transformações que devem enfrentar, o CO depende fortemente da mentalidade que existe em cada organização. Depende também da estrutura organizacional adotada como plataforma básica para as decisões e operações. Além disso, também depende das características externas do contexto ambiental, do negócio da organização, dos seus processos internos, do capital intelectual envolvido e de inúmeras outras variáveis importantes. E, principalmente, depende também das características das pessoas que participam em cada organização.

O tema é fundamental para quem queira participar direta ou indiretamente de uma organização, qualquer que seja ela – como membro, cliente, fornecedor, dirigente, investidor, consultor, analista ou admirador –, ou seja, como parte interessada (stakeholder) –, pois, quem precisa fazer negócios, parcerias, desenvolver relacionamentos ou atividades com organizações precisa conhecê-las bem.

Resenha: Comportamento Organizacional

É importante conhecer como são e como funcionam as organizações para entender suas manifestações, características e, consequentemente, seu comportamento e seus sucessos e fracassos. Embora as organizações sejam avaliadas no mundo financeiro dos negócios por meio de alguns indicadores contábeis e quantitativos que tentam explicar seus resultados financeiros e operações mercantis, é necessário conhecer mais profundamente a vida organizacional para ter uma ideia da sua tremenda pujança e potencialidade no mundo moderno.

Na verdade, o valor intrínseco de uma organização reside hoje principalmente em seus ativos intangíveis, aqueles ativos que não se vê e nem se toca, mas que constituem a verdadeira riqueza da organização e proporcionam a base fundamental e dinâmica que a leva diretamente ao sucesso.

Esses ativos intangíveis constituem a mola mestra da inovação, competitividade e sustentabilidade das organizações em um mundo dinâmico, mutável, competitivo, globalizado e exponencial. Quase sempre, esses ativos são dependentes do que denominamos capital humano. E o que é capital humano? Apenas um conjunto de talentos? Depende da abordagem. O capital humano é realmente um conjunto de talentos, mas, para que possa ser ativado e produza efeitos, precisa atuar em um contexto organizacional que lhe dê propósito, estrutura, plataforma, retaguarda e impulso. E aí vem o comportamento organizacional.

O capital humano precisa trabalhar dentro de um ecossistema organizacional coeso e integrativo, de uma cultura organizacional agradável e envolvente e de um estilo de gestão que lhe dê impulso, propósito, empoderamento e alavancagem. Quando todos esses elementos estão juntos e conjugados – talentos, organização, comportamento e gestão –, temos todas as condições sinérgicas para o desempenho organizacional em termos excepcionais. E é isso que veremos no decorrer deste livro.

Em um mundo de negócios em forte mudança e transformação exponencial, onde a criação de valor e a competitividade como bases fundamentais do sucesso, as organizações de hoje requerem contínua mudança interna, inovação e renovação para poderem permanecer surfando sobre as ondas intranquilas desse oceano de transformações rápidas e sucessivas que é o mundo organizacional. Se o nível de mudança externa for maior do que a mudança interna, isso significa que a organização está se tornando lenta, lerda, obsoleta e ultrapassada.

Para se manter na crista das ondas, as organizações precisam utilizar todos os seus meios, recursos e competências em uma atuação holística e integrada. Tudo isso por meio das pessoas: sua inteligência e competências como molas mestras. É por essa razão que algumas organizações vão disparadas na frente, são bem-sucedidas, crescem e se desenvolvem, ajudam a comunidade, são admiradas, enquanto outras seguem atrás tentando copiar ou imitar suas características e as demais ficam paradas sem saber exatamente o que fazer ou para onde ir. E logo vão para o cemitério das lembranças.

A competição ocorre quando outras organizações tentam fazer o que uma organização faz, mas de maneira ainda melhor, flexível e mais ágil. Uma organização cria vantagem competitiva quando faz algo que as concorrentes acham difícil imitar ou copiar. Essa vantagem competitiva pode durar e é sustentável enquanto as concorrentes não conseguem copiar nada daquilo que a organização consegue fazer. E onde reside a vantagem competitiva das organizações modernas? Na tecnologia? Nos recursos financeiros? Nos recursos materiais?

Não, embora tudo isso ajude. E muito. Contudo, tecnologia, equipamentos e dinheiro são recursos estáticos e inertes. Podem ser comprados ou alugados por qualquer organização. O segredo da vantagem competitiva está em saber utilizar a inteligência e competência das pessoas que formam as organizações. Esse é o capital humano responsável pela competitividade organizacional.

Afinal, o desempenho das organizações depende diretamente do desempenho e talentos das pessoas e equipes que as formam. Uma questão de puro comportamento organizacional. Este livro se baseia em modernos conceitos, práticas
e desempenho organizacional. Além do mais, reúne exemplos, aplicações e modelos que podem ser utilizados em organizações, sem recorrer a adaptações, correções, transposições, decodificações ou interpretações. E com vantagens incríveis.

Aliás, a falta de uma literatura mais ampla sobre CO em nossa língua tem sido uma lamentável lacuna que pretendemos preencher com este livro.

Idalberto Chiavenato

Sumário do livro

 
Parte I – O Contexto Ambiental

Capítulo 1 – Introdução ao Comportamento Organizacional

Capítulo 2 – O Mundo das Organizações: Globalização, Tecnologia, Diversidade e Ética

Parte II – O Contexto Organizacional

Capítulo 3 – As Organizações e Sua Administração

Capítulo 4 – Desenho Organizacional

Capítulo 5 – Cultura Organizacional

Capítulo 6 – Conhecimento Corporativo e Organizações de Aprendizagem

Parte III – As Pessoas nas Organizações – Microperspectiva do Comportamento Organizacional

Capítulo 7 – Diferenças Individuais e Personalidade

Capítulo 8 – Percepção, Atribuição, Atitude e Decisão

Capítulo 9 – Motivação e Engajamento

Parte IV – Os Grupos nas Organizações – Perspectiva Intermediária do Comportamento Organizacional

Capítulo 10 – Equipes e Empowerment

Parte V – A Dinâmica Organizacional – Macroperspectiva do Comportamento Organizacional

Capítulo 11 – Comunicação

Capítulo 12 – Poder, Política e Liderança

Capítulo 13 – Estresse, Conflito e Negociação

Capítulo 14 – Mudança e Desenvolvimento Organizacional

Capítulo 15 – Estratégia Organizacional

Leia uma amostra de páginas:

 
Idalberto Chiavenato | Comportamento Organizacional

Aproveite e conheça outros livros do autor!

 

LEIA TAMBÉM

 

Tags: , , , , ,

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

  • Idalberto Chiavenato
    Idalberto Chiavenato

    Idalberto Chiavenato é Doutor (PhD) e Mestre (MBA) em Administração pela City University of Los Angeles-CA, EUA, especialista em Administração de Empresas pela FGV-EAESP, graduado em Filosofia/Pedagogia, com especialização em Psicologia Educacional pela USP e em Direito pela Universidade Mackenzie. É professor honorário de várias universidades do exterior e renomado palestrante ao redor do mundo. É autor de mais de 30 livros das áreas de Administração, Recursos Humanos, Estratégia Organizacional, Comportamento Organizacional publicados no Brasil e no exterior. É fundador e presidente do Instituto Chiavenato, conselheiro do CRA-SP e membro vitalício da Academia Brasileira de Ciências da Administração onde ocupa a cadeira nº 47. Recebeu dois títulos de Doutor Honoris Causa por universidades latino-americanas e a Comenda de Recursos Humanos pela ABRH-Nacional.