21 de outubro de 2020

Resenha: Finanças Corporativas e Valor

por Alexandre Assaf Neto

A 8ª edição de Finanças Corporativas e Valor tem como novidades o acesso à palestra on-line na qual o autor explica os principais pontos abordados no livro e a inclusão de um adendo inédito sobre reestruturação financeira.

Além disso, traz uma ampla revisão do conteúdo com o objetivo de torná-lo mais fácil para o entendimento, por meio de demonstrações de alguns cálculos e desenvolvimento de exemplos e ilustrações. Diversos capítulos foram atualizados, principalmente em temas modernos e relevantes de Finanças Corporativas e Valor, como teoria de agentes, estrutura de capital, lucro econômico e risco, entre outros.

O objetivo deste livro é estudar as Finanças Corporativas introduzindo seus mais importantes avanços teóricos e seu moderno instrumental de gestão. Apesar de focar as Finanças Corporativas no mundo globalizado, o autor procura priorizar o estudo das finanças dentro do contexto econômico brasileiro, abordando nosso mercado financeiro e taxas de juros, oferta e maturidade do crédito, desequilíbrio na estrutura de capital das empresas brasileiras e alternativas para o cálculo do custo de capital.

Ao longo dos 32 capítulos da obra, destacam-se os seguintes tópicos: teoria de finanças e finanças comportamentais, gestão baseada em valor, arbitragem, assimetria de informações, valuation, aquisições alavancadas, modelos multifatoriais e finanças de empresas.

Aplicação de Finanças Corporativas e Valor

 
Livro-texto para a disciplina Administração Financeira dos cursos de graduação e pós-graduação em Administração, Economia, Contabilidade e Engenharia de Produção. Obra adotada nas disciplinas de Finanças em cursos de MBA e recomendada para o primeiro curso de Finanças de programas de pós-graduação stricto sensu (mestrado). Leitura de interesse para profissionais das áreas de Finanças, Avaliação e Mercado de Capitais.

Clique aqui para saber mais sobre o livro!

 

Prefácio do livro

 
O Prof. Alexandre Assaf Neto brinda-nos com mais uma excelente obra. Tive a honra de dividir com ele, entre diversos outros trabalhos e projetos, a elaboração de Administração financeira: as finanças das empresas sob condições inflacionárias no meio da década de 1980, época de altíssimas taxas de inflação, num trabalho que consideramos pioneiro no Brasil ao tratar de finanças em circunstâncias tão especiais.

Portanto, já conhecia sua capacidade como pesquisador e autor, o que me fez não sentir qualquer surpresa ao analisar o presente Finanças corporativas e valor. Todavia, é necessário ressaltar a enorme evolução daquele primeiro livro até este, não só em termos técnicos, mas também didáticos. E, apesar das baixas taxas inflacionárias mais recentes (quando comparadas às de então), é importante notar a constante preocupação do Autor em chamar a atenção para seus efeitos nos diversos tipos de análise empreendidos. Portanto, temos aqui um dos raros
casos de um autor preocupado não só em acompanhar o que existe de mais moderno no mundo, mas de efetuar a devida adaptação a nossas condições tupiniquins (e mostrar no que os estrangeiros erram ao não dar a devida consideração à perda da capacidade aquisitiva de suas moedas).

Sua preocupação com a maximização do aproveitamento do leitor brasileiro, estudante, professor ou profissional empresa vê-se desde o início quando alerta para as falhas da legislação contábil que eliminou a atualização monetária das demonstrações contábeis e as consequências disso desde a análise da alavancagem financeira até sua influência na avaliação da empresa, ou quando discute a figura fiscal dos juros sobre o capital próprio e sua carga tributária escondida nas demonstrações financeiras.

A incursão do autor pela gestão baseada no valor e nas medidas de sua criação (do valor), pelas técnicas de mensuração do custo do capital próprio, ou pelos métodos de avaliação de investimentos, caracteriza-se, como é de seu perfil, não só pela adequada exposição e descrição, mas também pela crítica dos diversos instrumentos (o que, na realidade, ocorre ao longo de toda a obra). Descrição essa e crítica muito interessante, por exemplo, na discussão da estrutura de capital, aclarando os debates entre a teoria convencional e a de Modigliani-Miller.

Enfim, não vamos alongar-nos, porque o importante é que o leitor invista seu tempo no estudo do que o Prof. Assaf tem a apresentar-nos. Parabéns a ele e parabéns a você, leitor, que vai poder usufruir deste belo material!

Prof. Eliseu Martins

Apresentação

 
Em 1984 foi lançado, em coautoria com o Prof. Eliseu Martins, da Universidade de São Paulo, o livro Administração financeira pela Editora Atlas. A obra tinha por objetivo apresentar o conteúdo das finanças empresariais adaptado a nossa realidade de mercado, tratando dos problemas especificamente brasileiros. Nessa época, aliada a nossos desequilíbrios conjunturais, convivíamos com uma inflação bastante elevada, a qual comprometia todo e qualquer modelo concebido em ambientes econômicos mais estáveis.

O livro inovou ao tratar dos principais aspectos que relacionam as finanças à inflação, oferecendo uma visão válida para todos nós, brasileiros, tanto do ponto de vista prático como do ponto de vista teórico. Com a estabilização monetária ocorrida em nossa economia a partir de 1995, a inflação, ainda que presente em reduzida escala nas decisões empresariais, deixou de figurar como a maior preocupação das finanças corporativas no Brasil. Outras características típicas de nosso ambiente econômico ganharam maior destaque, tais como nossa
baixa oferta de crédito, principalmente de longo prazo, as altas taxas de juros, aspectos criticáveis da legislação fiscal e societária brasileira, política de dividendos e a figura dos juros sobre o capital próprio, desequilíbrios na estrutura de capital das empresas brasileiras, para citar algumas.

Portanto, o objetivo do livro, sem ignorar por completo a inflação, passou a priorizar o estudo das Finanças Corporativas dentro de nosso contexto econômico. Um enfoque especial do livro é o tratamento dispensado à mensuração do valor gerado aos acionistas pelas decisões financeiras e a seus direcionadores de valor. Como se propunha na edição de 1984, ainda, o grande objetivo do livro não foi reinventar a administração financeira, mas enfocá-la sob o prisma de quem é obrigado a conhecê-la dentro da realidade brasileira e com as informações geradas a partir de um modelo de gestão baseada no valor. Para melhor aproveitamento de quem se inicia nessa área, são também oferecidas no livro as ideias básicas de como são geridas as finanças das empresas no contexto dos objetivos assinalados.

Alguns capítulos, com pequenas atualizações, são provenientes da edição original de 1984. Nesse caso, incluem-se os Capítulos 3 e 4, que tratam do cálculo financeiro, o Capítulo 5, dedicado ao estudo das demonstrações financeiras no Brasil, o Capítulo 7, que aborda o desempenho operacional e a alavancagem financeira, e o Capítulo 22, que descreve as principais fontes de financiamento a longo prazo no Brasil.

Outras partes do livro sofreram alterações mais profundas em seu conteúdo, de forma a adequá-lo à nova realidade econômica e a considerar, também, a evolução conceitual apresentada por seus respectivos assuntos. Nesse segmento, devem ser citados os Capítulos 5 e 6, que dedicam-se à análise das demonstrações financeiras no Brasil, os Capítulos 16, 17, 18 e 19, que desenvolvem toda a metodologia e os instrumentos de análise de projetos de investimentos, os Capítulos 21 e 23, que tratam, respectivamente, do custo e da estrutura de capital das empresas brasileiras, o Capítulo 25, que enfoca as decisões de dividendos, e toda a Parte VI, voltada para a administração financeira de curto prazo.

Por outro lado, foram desenvolvidos diversos capítulos inéditos no livro, de forma a atender a seus objetivos propostos. Incluem-se como novidades o Capítulo 1, que dedica-se ao estudo conceitual da Administração Financeira, o Capítulo 4, que apresenta uma visão do ambiente financeiro brasileiro, os Capítulos 8 e 9, que apresentam a base conceitual da gestão baseada no valor, os Capítulos 10, 11 e 12, que tratam da moderna visão de risco, retorno e custo de oportunidade, o Capítulo 16, que estuda as decisões de investimentos em condições de risco, e os Capítulos 30 e 31, voltados à avaliação econômica de empresas.

Prevê-se que em edições posteriores algumas partes sejam mais bem explanadas, outras, eventualmente ampliadas, tudo dependendo das críticas e comentários que desde já gostaríamos de solicitar a todos os leitores, quer profissionais, quer professores, quer alunos; retorno esse
pelo qual desde já agradecemos.

Presto, por meio deste livro, minhas homenagens ao Prof. Eliseu Martins, por sua contribuição ao estudo da Contabilidade, Controladoria e Finanças no Brasil. Muitos dos modelos adotados em nossa realidade são inspirados em seus trabalhos originais. Agradeço ao Prof. Maurício Ribeiro do Valle, da Universidade de São Paulo, pela revisão técnica efetuada na 1ª edição deste livro. Deve ser ressaltado que toda imperfeição eventualmente ainda presente em seu conteúdo é de inteira responsabilidade do autor.

Alexandre Assaf Neto

Materiais suplementares

 
Para leitores e docentes

  • Livro de exercícios com soluções (requer PIN): Após ativar seu Cupom/PIN, você receberá no e-mail cadastrado todas as
    informações necessárias para acessar o e-book do material.
  • Vídeo com palestra do autor apresentando, de maneira dinâmica, os principais tópicos abordados no livro (requer PIN)

Para docentes

  • Livro de exercícios com soluções (PDF) (restrito a docentes cadastrados).

O acesso aos conteúdos é gratuito. Basta que o leitor se cadastre e faça seu login em nosso site (www.grupogen.com.br), clique no menu superior do lado direito e, após, em GEN-IO. Em seguida, clique no menu retrátil e insira o código (PIN) de acesso localizado na orelha deste livro.

O acesso ao material suplementar online fica disponível até seis meses após a edição do livro ser retirada do mercado. Caso haja alguma mudança no sistema ou dificuldade de acesso, entre em contato conosco (gendigital@grupogen.com.br).

Confira uma amostra de páginas

 
Alexandre Assaf Neto | Finanças Corporativas e Valor

Sobre o autor

 
Alexandre Assaf Neto

Economista e pós-graduado (mestrado e doutorado) em Métodos Quantitativos e Finanças no exterior e no país. Doutor honoris causa pela Fundação Escola de Comércio Álvares Penteado (FECAP). Possui o título de livre-docente pela Universidade de São Paulo (USP). Professor Emérito da Faculdade de Economia, Administração e Contabilidade de Ribeirão Preto (FEA-RP) da USP, atua como professor e coordenador de cursos de desenvolvimento profissional, treinamentos in company e cursos de pós-graduação lato sensu – MBA. Autor e coautor de vários livros e mais de 70 trabalhos técnicos e científicos publicados em congressos e em revistas científicas com arbitragem no país e no exterior. Consultor de empresas nas áreas de Corporate Finance e Valuation e parecerista em assuntos financeiros. Autor de Estrutura e análise de balanços, Valuation, Matemática financeira e suas aplicações, Mercado financeiro e Mercado financeiro: exercícios e prática; coautor de Administração do capital de giro, Curso de administração financeira, Fundamentos de administração financeira, Investimentos no mercado financeiro usando a calculadora HP 12C e Retorno de investimento, todos publicados pelo GEN | Atlas.

newsletter

LEIA TAMBÉM

 

Tags: , , , , , , , , ,

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

  • Alexandre Assaf Neto
    Alexandre Assaf Neto

    Economista e pós-graduado (mestrado e doutorado) em Métodos Quantitativos e Finanças no exterior e no país. Possui o título de livre-docente pela Universidade de São Paulo (USP). Professor Emérito da Faculdade de Economia, Administração e Contabilidade de Ribeirão Preto (FEA-RP) da USP e atua como professor e coordenador de cursos de desenvolvimento profissional, treinamentos in company e cursos de pós-graduação lato sensu – MBA. Autor e coautor de vários livros e mais de 70 trabalhos técnicos e científicos publicados em congressos e em revistas científicas com arbitragem no país e no exterior. Consultor de empresas nas áreas de Corporate Finance e Valuation e parecerista em assuntos financeiros.