17 de julho de 2019

Tecnólogo ou graduação? Qual escolher?

por Douglas De Matteu

A escolha de uma profissão é uma decisão muito importante, pois tem a ver com a atividade que uma pessoa vai desenvolver pela maior parte do tempo por muitos anos. Essa decisão pode considerar uma inclinação pessoal, uma tradição de família, o mercado de trabalho, entre outros fatores.

Mas, para além desses, há um aspecto fundamental para uma carreira de sucesso: o estudo. Um curso que proporcione boa base teórica, aulas práticas e materiais de apoio de qualidade é um diferencial entre profissionais. Hoje em dia a oferta de cursos é bastante grande, e você ainda pode optar por formar-se como tecnólogo ou cursar uma graduação tradicional. Neste artigo, você vai saber as diferenças entre essas duas modalidades de estudo, para decidir qual se alinha mais ao seu perfil.

Diferença entre tecnólogo e graduação

 
Basicamente, as diferenças entre um curso de tecnólogo e uma graduação são o tempo de duração e o objetivo. Enquanto cursos de bacharelado duram, geralmente, de 4 a 6 anos, tecnólogos levam de 2 a 3 anos para formarem alunos. Isso porque os objetivos são diferentes: um curso de graduação procura disponibilizar uma base de estudos mais ampla e profunda sobre o curso escolhido, e o tecnólogo preza por uma formação para a prática profissional com foco em uma determinada área, com um tratamento mais específico dos temas.

Particularidades de cada modalidade

 
Graduação: nessa modalidade, o aluno tem contato com uma base comum de temas e, após o término do curso, ele está capacitado para atuar em qualquer campo da área estudada.

A grade curricular, nessa modalidade, contempla mais as disciplinas teóricas com aprofundamento na área estudada, para dar conta da base mais generalista de temas da área desejada e, em menor quantidade, há as disciplinas práticas, de acordo com o curso.

Tecnólogo: modalidade que surgiu devido às necessidades do mercado de trabalho, é focada na prática da profissão. Sendo assim, tem um currículo teórico mais enxuto – e, ainda assim, funcional –, com vistas ao trabalho a ser desenvolvido, de acordo com a área escolhida pelo aluno. É a modalidade ideal para quem está certo sobre qual profissão seguir, para quem quer entrar no mercado de trabalho sem demora ou para aquele que já está inserido no mercado de trabalho e deseja se especializar em sua área.

Os cursos de tecnologia estão ordenados, de acordo com o Catálogo Nacional de Cursos do MEC, por “eixos tecnológicos”, que são:

  • Ambiente e Saúde
  • Controle e Processos Industriais
  • Desenvolvimento Educacional e Social
  • Gestão e Negócios
  • Informação e Comunicação
  • Infraestrutura
  • Militar
  • Produção Alimentícia
  • Produção Cultural e Design
  • Produção Industrial
  • Recursos Naturais
  • Segurança
  • Turismo, Hospitalidade e Lazer.

Ao todo, são 227 cursos elencados nesses 13 eixos tecnológicos, que oferecem uma ampla gama de profissões, contemplando todas as áreas profissionais no mercado de trabalho. Dessa maneira, quem opta por fazer um curso de tecnologia tem à disposição, dentro dessas 13 grandes áreas, aquela que mais se adapta à sua realidade, com uma carga teórica mais enxuta e uma quantidade maior de conteúdo prático, focada na carreira escolhida. Tudo isso sem abrir mão da qualidade de ensino.

O que um curso de tecnologia e um curso de graduação têm em comum?

 
O principal ponto em comum das duas modalidades é que ambas são cursos de nível superior, sendo um de graduação tecnológica e outro, bacharelado. Com um diploma de tecnólogo ou de bacharel é possível, por exemplo, candidatar-se a concursos públicos que exijam nível superior conforme as especificações do edital.

É importante destacar que, da mesma maneira, tanto o Tecnólogo como o Bacharel podem dar continuidade aos estudos por meio de um pós-graduação, seja em nível de especialização (lato sensu) ou de Mestrado ou Doutorado (stricto sensu).

Sabendo das diferenças entre tecnólogo e graduação e suas particularidades, a decisão sobre uma carreira pode ser feita de acordo com o objetivo buscado: você quer uma formação um pouco mais generalista, com possibilidade de se especializar depois do curso ou prefere um curso mais específico, voltado para a prática da profissão e com rápida inserção no mercado de trabalho? Seja qual for sua decisão, tenha em mente que cada modalidade tem seu perfil e, assim, procure alinhar seus objetivos com as características da modalidade escolhida, para fazer um bom investimento em sua formação profissional.

Gostou de saber mais sobre as diferenças entre tecnólogo ou graduação? Então assine nossa Newsletter para receber mais informações no seu e-mail!

LEIA TAMBÉM

Tags: , , , , , ,
  • Douglas De Matteu
    Douglas De Matteu

    CEO do IAPerforma – Instituto de Alta Performance Humana. Atuante nas áreas de Administração, Marketing, Comercial e Desenvolvimento Humano/Coaching com foco em treinamentos in company, palestras e Coaching. É docente convidado pela Florida Christian University com experiências internacionais (EUA/Japão), também leciona na Fatec de Mogi das Cruzes e em cursos de pós-graduação. Doutor em “Business Administration Ph.D.” e Mestre da “Arts in Coaching”pela FCU – Florida Christian University nos EUA Mestre em Semiótica, Tecnologias da Informação e Educação pela UBC Possui Três Pós graduações: Marketing, EAD – Educação a Distância e Gestão de Pessoas com Coaching. É bacharel em Administração de Empresas e Formado no curso Superior de Formação Específica em Marketing e Promoção de Vendas pela UMC. Professional Coach, Business and Executive Coaching e Master Coach com reconhecimento internacional pela International Association of Coaching Institutes, European Coaching Association. Master Coach Sistêmico pelo Metaforum com reconhecimento internacional pelo ICI (International Association of Coaching Institutes), ECA (European Coaching Association), com Bernd Isert e Sabine Klenke (Alemanha). Coach com Certificação Internacional de Coaching, Mentoring & Holomentoring – ISOR® SOAR Global Institute – SOAR HDT Advanced Certification Program; Coaching Ericksoniano com Jeffrey K. Zeig, Ph.D. Fundador e Diretor da Milton H. Erickson Foundation; Head Trainer – Treinador Comportamental – IFT. Constelador Familiar pelo Metaforum Internacional – Alemanha Membro Sociedade Portuguesa de Coaching Profissional na categoria COACH PROFISSIONAL SÉNIOR Membro do Grupo de Excelência em Gestão de Instituições de Ensino Superior – GEGIES do CRASP. Membro do Grupo de Excelência em Coaching – GEC do CRASP. Possui dupla nacionalidade Brasileira e Portuguesa. Autor do Livro: Acelere o seu sucesso pessoal e profissional.